Paulo Roberto é Pedagogo, Sindicalista e Petista.

Minha foto
Dever cumprido é fruto da ousadia de um velho militante das lutas democráticas e sociais do nosso Brasil, que entende que sem uma interação rápida, ágil, eficiente e livre com o que rola pelo mundo, a democracia é pífia.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Nova assembléia dos professores da UNIG dia 02/06/2010

Peço desculpa pelo erro na data da assembléia, vale a do edital, 02/06/2010
Este é o teor do edital, que está sendo publicado na edição de hoje do Jornal O Diário do Noroeste, convocando os professores da UNIG para uma nova assembléia que acontecerá no dia 02/06/2010, próxima quarta feira as 13h:30min., lá no salão do prédio do SINPRO NNF.

EDITAL


A Diretoria Colegiada do SINPRO – Sindicato dos professores do Norte e Noroeste Fluminense, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA seus filiados e membros da categoria de professores da Educação Superior da UNIG CAMPUS V - Itaperuna para a Assembléia Geral Extraordinária, a ser realizada no Auditório do Edifício Poli-Ceter, Rua Tomás Teixeira dos Santos, 98 Cobertura, Cidade Nova, Itaperuna, no dia 02 de junho de 2010, às 13 horas em primeira convocação e às 13h30min em segunda e última convocação, com qualquer número de presentes, trinta minutos após a primeira convocação, para deliberarem sobre a seguinte Ordem do Dia:
1)                      Apresentação, discussão e aprovação de proposta de greve por tempo indeterminado ou paralisações temporárias até que a UNIG CAMPUS V – Itaperuna ponha em dia o pagamento de salários atrasados de 2010 e cumpra todos os itens pendentes dos acordos judiciais firmados entre a Universidade e o SINPRO NNF em 04/05/2010 e em 26 de novembro de 2008 referentes ao processo 01096-2007-471-01-020-2. Dentre eles:
a)     Pagamento de multas por atraso de salários de 10% no primeiro mês de atraso e de 0,33% ao dia até o respectivo pagamento.
b)      Pagamento de multas por atraso de salários de 20% Sobre os salários pagos em atraso de março e abril de 2010..
c)       Celebração de acordo coletiva a partir de março de 2009.
2)                      Deliberação quanto à instauração de Assembléia Geral Permanente, abrangendo, o ensino superior da UNIG CAMPUS V – Itaperuna, até que se ponham em dia os salários e se cumpram todas as pendências dos acordos judiciais firmados entre a Universidade e o SINPRO NNF em 04/05/2010 e em 26 de novembro de 2008 referente ao processo 01096-2007-471-01-020-2.
3)                      Discussão de novas ações cabíveis junto a justiça e ao ministério público e a sociedade em geral.
4)                      Assuntos Gerais;


Itaperuna, 29 de abril de 2010

Diretoria Colegiada do SINPRONNF

Notas do Blogueiro:
  1. A categoria só não deflagrará uma nova greve caso a UNIG pague os salários de abril ao restante dos professores lotados no CAMPUS V, do jeito que está definitivamente não pode continuar, tem professores que ainda não retornaram da greve encerrada dia 20/05 por não terem dinheiro para chegar a Itaperuna, outros por absoluta falta de condições psicológicas. O quadro continua gravíssimo e ninguém consegue ter cabeça para dar uma aula minimamente decente nessa situação. Resultado, com greve ou sem greve o estudante sai perdendo, então...
  2. Se alguém está preocupado com uma nova greve, então, vamos juntos apertar o Sr. Antonio José Filho, que está agora morando em Itaperuna e diariamente no CAMPUS.
  3. A reunião que 4 diretores do SINPRO NNF tiveram com o Sr. Antonio José no dia 26/05, foi convocada por ele, para nos dizer que estava pagando a todos naquele dia, inclusive os professores da medicina. Porque será que ele fez isso? Eu particularmente não entendi nada.

41 comentários:

  1. RidiculA essa GREVE...
    Até agora os professores ainda não entederam que a UNIG já era, não da pra continuar lá....
    vcs querem greve, pq tem esperança ainda de que tudo possa melhorar e vcS continuarem a dar Aulas lá...
    Nós alunos queremos terminar o semestre e partir pra outra Universidade que nos de valor e isso era o que os professores deveriam estar pensandoooo...
    Grande maioria desses professores que agora querem outra GREVE são profissionais incompetentes que não terão capacidade arrumar um emprego em outra Universidade.
    A UNIG É UMA VERGONHA! E AGORA OS PROFESSORES TAMBÉM SERÃO MOTIVO DE VERGONHA!

    ResponderExcluir
  2. Srº Paulo,
    Bom dia!
    Sou aluno da medicina e não sei mais o que fazer da minha vida sobre a UNIG, uma hora esta em greve outra não...Volta as aulas e na mesma semana ja tem uma história que todos os professores da medicina vão pedir demissão em massa...Isso me foi informado, que o Drº Eugênio Carlos tinha falado para o Srº Antônio José em uma reunião semana passada ou retrasada...Que se não fosse pago o prometido iria acontecer...Outra coisa complicada é os professores quererem jogar matérias em cima dos alunos, como se o erro fosse nosso deles não receberem...por favor, não sei mais o que fazer...hora estudo para as provas, horas não sei o que fazer...tenho uma despesa alta aqui em Itaperuna...meus pais passam aperto para me manter aqui e essa UNIG faz isso com os alunos...paro por aqui porque ja estou em lagrimas mais uma vez por tudo isso.

    ResponderExcluir
  3. 02/05/10 ? Mas essa data é passado. A data correta é 02/06/10.

    ResponderExcluir
  4. Sr.º Paulo vc não procurou Antonio josé filho ainda pq?? pra saber pq eles naum pagaram??
    pelo amor de Deus né, greve d novo nem pensar, não levante nem essa hipótese, greve só quando acabar o periodo e ai por tempo indeterminado.

    ResponderExcluir
  5. Pessoa, deixem os professores jogarem matérias, isso não importa, desde que passem todo mundo e acabe esse semestre, que se dane se está sendo jogado matérias. O que importa é terminar o semestre, que se dane se vamos aprender ou não.

    ResponderExcluir
  6. Porque eu procurar o Antonio José Filho? Porque não você? Eu tive com ele agora a pouco. E você? Quantas vezes tentou falar com ele?
    Pôôôô! Companheirão vamos ajudar, só cobrar de sua casa na frente do seu computador é mole. Vamos a luta.

    ResponderExcluir
  7. Entendo perfeitamente vc Paulo, mas eu não moro em Itaperuna e não tomei frente do movimento, não sou um líder de um sindicato, se eu um simples alunos for falar com ele nem vou conseguir meu caro.
    Realmente eu devo perguntar a vc aqui sim, acho que vc não deveria estar tentando a essa altura do campeonato regulamentar uma nova Greve.
    Não é hora. Esteve com ele hj e nada né, ou naum pode nos falar. Infelizmente a UNIG está assim e a Justiça não vai fazer nadaaaaa, pois tem mta genti grande pra continuar querendo empurrar esse lixo, olha só quem veio com Antônio José a Itaperuna Aloísio Gama, presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro e marido da prefeita de Nova Iguaçu professora Sheila Gama... Pessoal está explicado o pq da UNIG não sofre ações drásticas da Justiça.
    Paulo não sou contra os professores de forma alguma, sempre apoiei o movimento. Mas acabamos de sair de uma greve, outra agora é um absurdo.
    Vcs voltaram sabendo que issu iria acontecer, o idela é terminar o semestre. Isso é a favo da EDUCAÇÃO, do contrário nós alunos perderemos o semestre e isso meu caro não poderá ser depositado em uma conta bancária.
    Boa Sorte para nós e o melhor para todas possa acontecer.

    ResponderExcluir
  8. Sr Paulo,
    Realmente entendo a posição de vcs, mas como aluna e sabendo q nos ja retornamos esta semana, pelo amor de Deus"VAMOS TERMINAR ESTE SEMESTRE" e ai então cada um toma sua decisão. Os professores podem tentar outro emprego, nos poderemos transferir e quem quiser continuar, q fique preparado...Mas estamos amarrados, não podemos perder um período, por favor, nos agora te pedimos: vcs já estão a varios meses sem receber, retornaram e nos deram esperanças, VAMOS CONCLUIR ESTE PERÍODO, não nos pbrigue a ficar presos por mais tempo aqui. Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  9. Uma nova greve é injustiça com os ALUNOS!

    ResponderExcluir
  10. Sr. Paulo, te vi hoje na UNIG e tive até vontade de falar pessoalmente com você para saber a situação em que estamos, mas no fim fiquei receioso, enfim tem pessoas aqui culpando você por nossos problemas e isso é ridículo, pois, só aqui em seu blog temos um posicionamento do que esta acontecendo, sou aluno e como os demais não somos informados de nada pela UNIG, eles não mantem diálogo com nós alunos, mas porque não reclamos, não protestamos, na verdade a maioria nem deveria ter título de eleitor pois percebe-se claramente como são apolitizados, repito a "maioria", pois, alguns são pessoas sérias e estão sofrendo muito com tudo isso... pro senhor ter idéia eles se mobilizaram hoje para aplicar o famoso "trote" aos novos alunos de medicina!!! Pra isso todos se juntam, agora quantos sabem protestar de maneira efetiva contra esse caos instalado na UNIG? Nenhum!!! Somos os culpados por tudo isso, pois se desde o primeiro erro cometido por nossa instituição tivessemos cobrado soluções não estaria assim hoje, deixamos o mal se instalar e fomos coniventes, desde de quando o MEC suspendeu o vestibular no campus V venho notando a falta de compromisso da instituição em promover melhorias, de alguns professores (não todos, alguns são sérios) com a parte acadêmica e também dos alunos em cobrar mudanças, hoje não importa mais pra alguns se as aulas irão voltar POIS NÃO ACREDITAMOS MAIS DA UNIG E VAMOS SAIR... e mesmo as aulas retornando, ou seja, não havendo mais greve nossas condições de ensino irão continuar precarias so falta de práticas, pacientes nos hospitais, bons professores e com uma péssima formação.

    Então mais uma vez não se incomode com alunos que acham que você não esta fazendo oque deve, nós (alunos que pensam e questionam) sabemos de sua luta pra tentar moralizar essa pocilga (perdão pela frase a todos mas é a pura verdade) e agradeço a você por lutar por todos nós, professores e alunos, obrigado.

    ResponderExcluir
  11. Gostaria imensamente de saber, o que nós pais de alunos do curso de medicina da UNIG podemos fazer diante desta situação gravíssima da faculdade. Hoje estamos acompanhando, muito angustiados, esta situação gravíssima, sem conseguirmos tomar nenhuma atitude concreta. Existe algum movimento dos pais de alunos? A quem os pais podem recorrer? Na ouvidoria do MEC já tentamos, mas eles informaram não ser com eles. De um lado temos os professores, numa situação péssima, cobertos de razão em deflagar e manter a greve por falta de pagamentos. Do outro lado temos os nossos filhos, angustiados, prejudicados com esta situação. E ainda de outro lado, os pais que pagam uma mensalidade escolar à UNIG com valor alto, muitas vezes se sacrificando de inúmeras coisas na sua qualidade de vida para honrarem com o pagamento em dia com a UNIG.
    Fineza divulgar neste seu tão importante blog, se existe algum movimento dos pais para podermos unir nossas forças e ajudar os professores/funcionários/nossos filhos muito angustiados e preocupados.

    ResponderExcluir
  12. Acho que o anônimo(aluno) que falou sobre os professores incompetentes, deveria pensar em seu grau de inteligência , pois afinal de contas, se este for seu pensameno,não deve se esqueçer que o mesmo estuda na Unig, com certeza não teve condições de passar em outra Faculdade. Será que este aluno tem condições de expor o comentário?

    ResponderExcluir
  13. SABE O QUE EU FICO CHATEADO?

    A senhora Faculdade está aberta a receber a parcela do mes de maio até hoje.
    EU NAO TENHO DINHEIRO PARA PAGAR O MES SEM AULA!..
    Me esforço para pagar o Mes que tem.. o sem aula é dificil né.

    PO OUTRA GREVE...
    professor meu disse ah cara greve é normal.. é normal quando há paralização e não é cobrado por ela.. agora começamos o periodo atrazado com o lance da gripe suina. Agora 2 greves. ;D

    EU NAO SEI O QUE FAZER!

    ResponderExcluir
  14. Sr. Paulo,
    O q o Sr. ganha incentivando os professores, já fragilizados, cansados, a fazerem greve? Por q se aproveitar da situação deles p/ incentivá-los a fazer greve? Já entendi q o Sr., não sei pq quer acabar c/ a UNIG, mas acabar c/ os alunos, por favor. O Sr. não foi aluno, não tem filho não? Por q tanto ódio assim? Por q voltaram, então? Foram ingênuos? Não sabiam q + 1 de mtos acordos iria ser descumprido? Então, o q fizeram foi os alunos de bobos.
    Não tem 1 professor sequer dando aula direito, todos s/ ãnimo, como se fôssemos culpados pelo não pagamento. Ninguém respeita e vê o direito do aluno, cumpridor de suas obrigações.Nem a UNIG, nem professores, mto menos o Sr., claro. O q tiraria dos professores terminar o período? Depois, cada um segue sua direção. O professor e aluno q não estão satisfeitos, procurem outro lugar melhor.
    PROFESSORES: VOCÊS SÃO PROFISSIONAIS, SABEM DA IMPORTÂNCIA DA FACULDADE P/ A FORMAÇÃO DE UM PROFISSIONAL, JÁ FORAM ALUNO, PELO MENOS 1 VEZ NA VIDA SE COLOQUEM NO LUGAR DO ALUNO, Q PODERIA SER UM FILHO DE VOCÊS. QUANTO ÀS DÍVIDAS Q VOCÊS TÊM C/ A UNIG, CORRAM ATRÁS DE SEUS DIREITOS, COLEQUEM NAS MÃOS CERTAS: NA JUSTIÇA, C/ CERTEZA VAI DEMORAR + UM POUCO, MAS TERÃO TUDO ACERTADO, NÃO DEIXEM Q O Sr. PAULO RESOLVA, POIS ELE NÃO RESOLVERÁ NADA, VAI ATRASAR A VIDA DE VOCÊS E A NOSSA. DEIXEM ESTE Sr. E BUSQUEM SEUS DIREITOS NA JUSTIÇA, O Q JÁ DEVERIAM TER FEITO HÁ MUITO TEMPO.
    Sei q o Sr. Paulo vai censurar meu comentário.
    De qq modo, obrigado.
    Aluno de medicina.

    ResponderExcluir
  15. q tenha nova greve!!!
    so q espero q os alunos, pessa a transf...
    e tbm vou entra na justiça, pra me reembolso dos mes q eu paguei.. pq eu fui lesado pela faculdade..
    espero q tds os alunos fassa o msm..
    .

    ResponderExcluir
  16. o perído ja acabou

    ResponderExcluir
  17. Senhor Paulo,

    Há muito tempo não entro aqui, me sinto agraciado com a sua homenagem, pois fui eu quem coloquei o comentário sobre a palhaçada de 05 de março, não tenho tido muito tempo, pois graças a DEUS, achei uma universidade séria para trabalhar, quanto aos atrasados, FGTS, e tudo mais, resolvi entregar para o Dr Oswaldo Galaxe de Campos, renomado Advogado Trabalhista para resolver a questão, o que me entristece muito é ver a instituição pela qual me dediquei por tantos anos se encontrar nessa situação, acredito que não haja mais saída, enxergo o desgaste do sindicato, dos alunos, dos professores, dos familiares dos alunos, só não consigo enxergar a preocupação e a seridade dos administradores da UNIG, parodiando um programa humoristico antigo... OLHA O SR ANTONIO JOSÈ INDO...OLHA O SR ANTONIO JOSÉ VINDO, a únic certeza que tenho é que ter sido demitida da UNIG foi um livramento de DEUS.... HJ trabalho 6 horas por dia, ganho 30,00 a hora aula e o que me comove mais, RECEBO RIGORASAMENTE EM DIA......Abraços solidários a todos !!!

    ResponderExcluir
  18. Existe alguma maneira dos pais fazerem algum movimento junto ao Ministério do Trabalho? Existe alguma ouvidoria que possamos pressionar para que a UNIG cumpra o acordo com os professores? Como os pais podem ajudar neste impasse junto a UNIG?

    ResponderExcluir
  19. Sonhei que a unig pagava 2, e podia fazer comprar, pagar meu ipva atrasado da uno, e comprar um presente no dia dos namorados
    Um dia.............................
    Acordei e voltei a realidade, quem sabe um para sair da miséria e voltar dar aula.

    ResponderExcluir
  20. É o fim!
    Não dá mais!
    A UNIG acabou!
    Lamento!!!!! Muito!!!!

    ResponderExcluir
  21. NÃO ESQUEÇAM DE DELIBERAR SOBRE AS MEDIDAS JUDICIAIS. OS ADVOGADOS DO PROCESSO SOBRE OS SALÁRIOS ATRASADOS PODEM PLEITEAR A PENHORA DOS BENS DA INSTITUIÇÃO E SE NÃO FOR O SUFICIENTE PODERÃO ATINGIR OS BENS DOS ADMINISTRADORES. ISSO É LEI.
    FALE COM OS ADVOGADOS.

    VOTEM PARA COBRAR RAPIDAMENTE O QUE É DEVIDO.SOMENTE GREVE NÃO ADIANTA. TEM QUE AGIR RAPIDAMENTE PARA REQUERER AO JUIZ A VENDA DE BENS... PARA O PAGAMENTO.

    ResponderExcluir
  22. Esses alunos que comentam aqui chega serem engraçados. Só rindo pra não chorar. Não entendem nada da situação vivida pelos seus professores, só pensando nos seus interesses proprios. Não adianta ficar aqui pedindo por favor pra terminar o periodo, o que for melhor para a categoria de professores será feito. Os alunos e seus pais tem que cobrar dos donos e diretores da universidade os seus direitos e não ficar pedindo por favor para seus professores. Assim como os alunos não são responsáveis pelos atrasos de salários, os professores tb não são responsáveis pelas aulas pagas e não dadas. O dinheiro que os alunos pagam não está com nós professores, muito pelo contrário. Então senhores pais de alunos, os professores e pricipalmente o Sr Paulo não tem nada de responsabilidade sobre isso. assim como vcs estão preocupados com o dinheiro já investido na universidade, nós professores tb estamos preocupados com o nosso dinheiro que está ne universidade. Já ministramos muitas aulas que não nos foram pagas. Pararam pra imaginar a nossa situação? Entao cobrem dos verdadeiros devedores e parem de ficar pedindo para que os professores acabem o semestre, pq isso só resolveria o problema de vcs e não dos professores. Isso não seria justo.

    ResponderExcluir
  23. Professor boa noite !
    Qual a posição que nós alunos devemos tomar diante dessa situação( nova greve )?
    Qual a melhor forma de ajudarmos nessa luta ?
    Ficamos perdidos sem saber o que fazer , em frente ao computador acompanhando a luta dos professores que ao meu ver não será em vão , pois a regra é simples ,quem trabalha quer receber e quem paga por um serviço quer te-lo.
    Se puder passar alguma informação sobre qual posiçao que devemos tomar perante a faculdade , caso ocorra uma nova greve !
    Atenciosamente
    Aluno
    boa noite!

    ResponderExcluir
  24. Bom, no que diz respeito às aulas que minha turma tem recebido, não percebo nenhum professor desanimado ou ministrando aulas insatisfatórias. Muito pelo contrário, todos cientes dos problemas e esperançosos na busca de uma solução. Essa Universidade mais parece uma pequena cidade do interior, cheia de tias velhas reclamonas e fofoqueiras. E analfabetas. Ainda bem que escolhi um "sub-curso". Pelo menos do meu sairão profissionais.
    Aluno do Direito.

    ResponderExcluir
  25. Nova greve vai acontecer com certeza. Os profrssores não irào aceitar mais esse acordo não cumprido. Fazem acordo, valtam a dar aulas mas a unig não cumpro o acordo, então tem que fazer nova greve sim.

    ResponderExcluir
  26. É melhor ter greve do que ter aulas mal dadas!
    Sou aluno e a favor da greve!
    Pois ninguém consegue trabalhar sem receber. E se os professores nao recebem como posso cobrar deles uma dedicaçao devida. A matéria está ai sendo jogada. E matéria dada é materia cobrada então nós alunos saímos prejudicados.
    Sim a greve é a solução. APOIO totalmente a causa dos professores!

    ResponderExcluir
  27. Sinceramente eu acho a idéia de uma nova greve, uma semana após o fim da primeira um tanto ofensiva para os alunos. Caso ocorra, os professores dessa vez não terão meu apoio, companheiro Paulo.
    Já que acreditavam fielmente que o pagamento não sairia, os professores não deveriam ter se iludido quanto ao pagamento. Na verdade, a greve perdeu força e teve que acabar naquele momento.
    Retornar a greve no meio do semestre após 25 dias parados, mesmo com razão por não receberem é desrespeitoso com os alunos.
    Concordo demais com o motivo e apoiei incondicionalmente e Paulo é testemunha, mas uma nova paralização uma semana após... realmente.
    A idéia de uma nova greve é tão absurda quanto o fato de terem terminado a anterior sem ter recebido o pagamento completo como estava setenciado.
    Sugiro que organizem a paralização para depois do fim desse período letivo, nem que se arraste pro todo o restante do ano.

    Yulo Karo.

    ResponderExcluir
  28. Sou professor no curso de direito e não concordo com o depoimento acima, onde o aluno relata que seus professores estão esperançosos. acho que essa é uma maneira de amenizar o clima, somente isso. E onde há muitas fofocas é pq as coisas não estão esclarecidas, pricipalmente por parte dos mantenedores da unig. Nào vamos ser agressivos, isso não resolverá nossos problemas, além disso devemos ser elegantes e educados. Isso tem que fazer parte do aprendizado.

    ResponderExcluir
  29. Os professores da medicina estao cuspindo materias p cima dos alunos. Sabia q iria sobrar p os alunos q nao tem culpa d nada... Aluno medicina

    ResponderExcluir
  30. Concordo plenamente com o comentário acima de Yulo Karo. Sou mãe de aluno da Unig, e estava (mesmo com td transtorno para os alunos)à favor dos professores.Mas acho que eles perderam a razão quando, por qualquer que seja o motivo, retornaram as aulas.
    Os alunos merecem mais respeito por parte da Universidade e por parte dos Professores.
    Agora só resta a vc, professores, que use o bom senso e resolvam seus problemas salariais com a Universidade por outros meios,sem greve, pois será mt difícil desta vez ter apoio dos estudantes, pais de estudante, e da sociedade em geral.

    ResponderExcluir
  31. Caro professor de direito que me respondeu acima.
    Estou aberto pra mudar minha opinião quanto a essa nova greve.
    Mas por enquanto eu vejo o fato de terem interrompido a outra greve sem ter os o que era de direito e sentenciado pela juíza do trabalho pelo simples fato do dono da faculdade ter dado a palavra que pagaria até semana passada, como absurdo.
    Caso o pagamento não seja feito, apoiarei uma nova greve desde que se inicie no fim desse período letivo.

    Yulo Karo

    ResponderExcluir
  32. Paulo boa tarde só uma pergunta é possivel ter uma nova greve na UNIG Campos V ate julho?
    aguardo uma resposta
    obs: deixa agente formar precso do meu diploma

    ResponderExcluir
  33. Amigo acima da medicina,
    Vc esta certinho...estão cuspindo materias mesmo...sabia que iria sobrar o nos.
    aluno medicina 2

    ResponderExcluir
  34. Seria de bom agrado que todos nós, alunos, terminasse esse periodo para não perde-lo. É realmente uma situação complicada, pois nossos professores tem que cumprir um calendario, e as aulas estão sendo dadas com desanimo (digo eu que faço odontologia e estamos não é 23 dias parados e sim 45dias) eu não me importo se é muita materia, mas que elas sejam dadas como era antes, com paixão de ensinar e com exigencia total do professor.
    Dou razão aos professores, trabalhar sem receber é tenso, mas eles não podem esquecer que apoiamos a causa deles por completo. Estamos todos prejudicados, em qualquer requisito. a unica coisa que eu posso fazer nesse exato momente é rezar para que não estore uma nova greve.
    Desejo boa sorte a todos...

    ResponderExcluir
  35. maes e pais e sr yulo karo ja cobrou dos novos e valhos donos com tanto extase assim. a culpa sera de quem ?

    ResponderExcluir
  36. Existe muita desinformação!!!Os professores não voltaram as aulas por acreditarem que receberiam os ditos salários, mas porque foi determinado pela juiza a volta as aulas, e a juiza determinou a volta as aulas pq o acordo regido pelos professores era que se pagassem março voltariam as aulas, porem naum foram inteligentes o bastante para prever que não receberiam abril. A juiza só fez cumprir o acordo, assim rege a lei....e se não voltassem a dar aulas a greve se tornaria ilegal.

    ResponderExcluir
  37. Anonimo que me citou:
    Estive presente em todas as reuniões do sindicato, estudantes e faculdade. Fazendo a minha parte enquanto aluno. E você? O que tem feito além de participar desse blog?

    Yulo Karo.

    ResponderExcluir
  38. Ao anônimo que me citou, eu respondo que estive lutando junto aos professores e ao sindicato em diversas reuniões. O próprio Paulo Roberto é testemunha disso. Não fiquei em casa esperando decisões, compartilhando e formando boatos como no seu caso. Mas não vem ao caso criar aqui mais um bate-boca.

    Ao anônimo de cima, me esclareceu algumas dúvidas e gerou outras. Eu achava que o fim da greve foi decisão dos professores pois já vinha percebendo essa tendência tanto por parte deles quanto do sindicato. O que levou a juíza a declarar o fim da greve? E agora, se houver uma nova greve, será regularizada? Essa mesma juiza vai autorizar? Essas dúvidas me vieram pois há poucos dias a juíza deu essa tal sentença que tornaria a greve ilegal caso não fosse encerrada

    Repito e enfatizo. Sou a favor da causa dos professores e do SINPRO. Mas talvez seja coerente se pensar na possibilidade de terminar o período.

    Paz nesse blog.

    Yulo Karo

    ResponderExcluir
  39. “Anônimo disse...
    Existe muita desinformação!!!Os professores não voltaram as aulas por acreditarem que receberiam os ditos salários, mas porque foi determinado pela juiza a volta as aulas, e a juiza determinou a volta as aulas pq o acordo regido pelos professores era que se pagassem março voltariam as aulas, porem naum foram inteligentes o bastante para prever que não receberiam abril. A juiza só fez cumprir o acordo, assim rege a lei....e se não voltassem a dar aulas a greve se tornaria ilegal.”

    A primeira coisa que quero deixar claro é que se houve decisão judicial para que terminássemos com a greve, o SINPRO até o momento não tomou conhecimento. O tolo e/ou covarde que insiste em estar postando essas baboseiras para desmobilizar a categoria e esvaziar o movimento alem desacreditar o sindicato. Está a serviço de quem? É tolo porque fala sandices e covarde porque não mostra a cara. Quem faz criticas duras tem que ter hombridade de se apresentar

    FAZENDO JUSTIÇA:
    Reafirmo e comprovo o comprometimento do estudante Yulo Karo com a luta dos professores, ele faz parte do grupo que buscou saídas para a situação que vivemos do inicio ao fim do movimento.

    ResponderExcluir
  40. Caro Yulo, esse tempo de uma greve ser subordinada a justiça já passou. A assembléia dos professores, desde que cumprida um determinado ritual (publicação do edital com 48 horas de antecedência e comunicarão a empresa após a sua decretação a greve é legal), ainda mais que não é greve por aumento de salário, e sim para receber 22 salários atrasados. Outro detalhe é que a própria juíza disse para alguns colegas seus do curso de medicina que não é competência dela mandar encerrar uma greve ou decreta-la ilegal e sim do TRT. Quando se decreta o fim de uma greve se estabelece uma medida punitiva em caso do não cumprimento da decisão, uma multa. No caso, do papel extemporaneamente panfretado na porta da assembléia do dia 19/05 por um dos advogados da UNIG, não havia nenhuma penalidade por seu descumprimento. Portanto, foi só uma decisão política a favor da UNIG, e pior o sindicato não foi informado ainda da tal decisão, nenhum oficial de justiça nos intimou, segundo fui informado a justiça mandou a intimação via correios que até ontem 31/05 não nos foi entregue.
    Então companheirão, não vamos dar ouvidos a pessoas que tentam desacreditar a luta dos professores e desmoralizar o sindicato. Essas pessoas estão a serviço de quem?
    Você mesmo disse: - Eu achava que o fim da greve foi decisão dos professores pois já vinha percebendo essa tendência tanto por parte deles quanto do sindicato. E é verdade a greve estava muito longa e quanto mais o tempo passava mais tensa ficava e o refluxo era naquele momento a atitude mais sábia. Não prejudicar os estudantes era também um de nossos nortes. Mais um detalhe é um anônimo, você escreve e assina né? E quem escreve essas sandices, se identifica?

    ResponderExcluir
  41. Como existem pessoas madíocres nesse mundo.Essas q só pensam em prejudicar o próximo, sou mãe de dois alunos, nunca fiquei sem pagar essa UNIVERSIDADE q pra mim é a melhor de todas. Greve de professores, isso pra mim é uma grande palhaçada, fico pensando como pode alguns professores serem tão idiotas de ficarem criticando o seu próprio trabalho. Será q não seria mais bonito para vc "professor(a)" pedir as contas e partir para outra do ficar criticando. Façam o favor vcs professores e também esse cara de pau, Paulo Roberto. Ao inves de criticarem, vão procurar ORAR. É o q vcs precisam de muuuuuuuuuuuuuuuuuuuita oração. Deixem nossos filhos estudarem em paz. NOVA UNIG PARABÉNS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! VC É A MELHOR, vou estar sempre ORANDO por VC CAMPUS V

    ResponderExcluir