Paulo Roberto é Pedagogo, Sindicalista e Petista.

Minha foto
Dever cumprido é fruto da ousadia de um velho militante das lutas democráticas e sociais do nosso Brasil, que entende que sem uma interação rápida, ágil, eficiente e livre com o que rola pelo mundo, a democracia é pífia.

sábado, 22 de maio de 2010

Colocando pingo nos is.


Fechando, pelo menos por ora, o assunto UNIG, a primeira coisa que tem que ficar claro para todos os leitores deste blog é que uma conjuntura pode e deve ser analisada de vários ângulos:
  • A greve de 25 dias dos professores da UNIG, assim como todos os movimentos sociais, não deve e não pode ser avaliada apenas com base na questão econômica. Esse é um equívoco que pode ser cometido por algumas pessoas com pouca vivência de movimentos sociais.
  • Iniciar uma greve não é uma tarefa das mais difíceis. Difícil, isso sim, é segurar um desgaste de uma greve longa, onde os principais atores abandonam a liderança, conforme reclamado em várias postagens aqui no blog. Não nos iludamos! Participar por e-mail, por telefone e por postagem em blog é fácil, mas fazer avaliação da conjuntura, ter que decidir sobre ela sem condições de troca de idéias com os atores principais, e ter diariamente que atender dezenas de telefonemas, assim como responder aos e-mails e ler centenas de comentários no blog, sendo alguns deles descabidos, isso não é fácil.
  • Nosso objetivo ao deflagrarmos essa greve, era o recebimento de dois salários conforme prometido pelo Sr. Antonio José no dia 15/04/2010 em reunião com os professores e não recebermos toda a dívida, conforme alguns, para desqualificar o movimento, estão cobrando. O recebimento dos dois salários, que motivaram a greve, está hoje compromissado através de homologação em juízo para o dia 26/05/10, o que consideramos resultado positivo do movimento.
  • Outro aspecto importante é que a partir de nossa greve alteramos as estruturas da Universidade e a partir de segunda-feira, dia 25/05, o CAMPUS V será gerido por 3 diretorias, sendo uma acadêmica, uma administrativa e outra financeira. O proposto é que essas diretorias trabalhem harmonicamente e tenham como principal objetivo definir o destino dos recursos aqui arrecadados, tendo como prioridade pagamento de salários a professores e funcionários.
  • Outro ponto de fundamental importância nessa conjuntura são os nossos estudantes. Se não buscássemos uma saída, como ficaria o pessoal de últimos períodos? Algumas formaturas marcadas, alguns formandos com propostas de trabalho, etc. E no todo, é preciso preocupação com tempo hábil para fechamento do período do conjunto dos estudantes. Afinal, são eles, com suas mensalidades, que mantêm a universidade de portas abertas. Não podemos fazer comparação de greves em universidades públicas com universidades particulares, uma vez que as fontes mantenedoras são completamente diferentes.
Temos na UNIG aproximadamente 260 professores e em nossa maior assembléia assinaram a lista de presença apenas 45 professores, ou seja, menos de 20% dos envolvidos. Sei que muitos moram fora de Itaperuna e já não têm como gastar para vir à cidade e que outros têm trabalhos de onde recebem em dia não podendo, portanto, se ausentar dos mesmos. Considerando estas questões, para tentar viabilizar uma maior participação, fizemos assembléias em horários diversos: às 8 horas, às 13 horas, às 15 horas, às 18 horas e às 19 horas. Ainda assim, a participação efetiva foi pequena.
Outra questão que se faz necessário esclarecer é o fato de que algumas pessoas estão tentando desqualificar a nossa assembléia. Alguns estão dizendo que não houve votação; outros que a votação foi sob pressão; e ainda outros dizendo que cheguei com um monte de documentos assinados para obrigar a assembléia a votar pelo fim da greve.
Os argumentos que buscam desqualificar a assembléia estão, infelizmente, sendo usados pelos que se incluem entre os cerca de 80% de ausentes à última assembléia e que com suas ausências delegaram aos presentes o destino do movimento. Para buscar dirimir as dúvidas e por um ponto final nesse assunto, faço alguns esclarecimentos:
  1. A assembléia foi presidida pelo professor Robson Terra, coordenador do SINPRO NNF;
  2. Houve votação e com muita transparência. Não havendo proposta de continuidade da greve, o prof. Robson pediu que levantassem as mãos aqueles que votavam pelo fim do movimento - A esmagadora maioria dos professores (presentes) levantou a mão. Quando perguntado se havia alguma abstenção, ninguém se manifestou.
  3. Quanto aos ditos “papéis assinados”, o que levei para a assembléia foi: 3 folhas de lista de presença; uma intimação  recebida do Ministério Público, quando saía do SINPRO para ir para assembléia, pedindo esclarecimento sobre a greve; e o original e duas cópias do documento assinado pelo Sr. Antonio José, que foi homologado na justiça do trabalho, se comprometendo em pagar o mês de abril em 25 e 26/05/10, sendo esta última data apenas para os professores do curso de medicina. A cópia deste último documento foi disponibilizada e esteve nas mãos dos participantes da assembléia.
  4. Quanto a dizerem de “voto sob pressão”, eu não consigo imaginar como isso poderia se dar. Só mesmo quem não está acostumado a participar de decisões coletivas é que pode especular com um argumento desta ordem. Alguém forçou as pessoas a levantarem o braço? Se isso ocorreu não foi por orientação dos diretores do SINPRO NNF.
Para finalizar, volto a fazer as minhas análises. Numa reunião que o Sr. Antonio José teve com o Dr. Eugênio Carlos pouco antes de nossa assembléia soubemos que o Dr. Eugênio concluiu assim: - Entre nós estamos acertados, agora a decisão de voltarmos ao trabalho depende da assembléia do Sindicato. Isso é ou não unidade entre os professores construída nessa luta? Garantia de não desconto dos dias parados é ou não vitória? Estabilidade de todos os professores do CAMPUS V até 31/12/2010 é ou não vitória? Não fecharmos as portas para o recebimento de mais de 15.000.000,00 que temos de passivo trabalhista é ou não vitória? Os donos da UNIG saberem de nossa capacidade de organização e mobilização é ou não vitória? Termos a capacidade de entendermos o limite possível e tolerado por nossos estudantes, de forma a minimizarmos os seus prejuízos é ou não vitória? Vitória conjuntural é uma questão de ponto de vista.

43 comentários:

  1. Belo texto Sr Paulo. Eu como estudante e amigo de professores, acompanhei o movimento todo procurando ver os dois lados. Concluo que foi válido para ambos! A Universidade como fonte de saber ficará mais forte a partir deste movimento.
    Abraço e vamos torcer pra tudo correr dentro do esperado

    ResponderExcluir
  2. Paulo e leitores,
    Todas as decisões em nossas vidas são tomadas sobre pressão! Se não, para que decidir? Quem não toma decisão é por que não tem participação, não tem posição, não vede nem cheira. Para este não há decisão que lhe seja favorável. O Educador referencia do Brasil, Paulo Freire, para estes diria: "Deformados pela acriticidade, não são capazes de ver o homem na sua totalidade, no seu quefazer-ação-reflexão, que sempre se dá no mundo e sobre ele. Outrossim, para aqueles que participam, discutem, defendem posições, buscam diálogo, alternativas, consenso, votam, decidem ... Freire diria que “comprometimento só existe no engajamento com a realidade, de cujas águas os homens, verdadeiramente comprometidos, ficam molhados, ensopados”. Estes verão as vitórias; são transformadores da realidade e construtores da história e da sociedade em que estão inserido.

    Aos professores e alunos da UNIG, fica o meu abraço solidário nesta luta por qualidade na educação, por respeito aos ‘serviços que devem ser entregues aos alunos’ e da dignidade profissional aos Professores que é, e sempre será, resultado de luta e de conquista!

    Prof. Robson Terra – Coordenador do SINPRO NNF.

    ResponderExcluir
  3. HAHA! QUERO VER PROFESSOR QUE NÃO VAI JOGAR MATERIA EM CIMA DE NÓS ALUNOS.
    E VOCE, PAULO ROBERTO CONTINUA CHAMANDO DE VITORIA O RECEBIMENTO DE MARÇO E NEM TUDO DE ABRIL? ATÉ ENTÃO FOI EXPOSTO PARA NÓS QUE VOCÊS PROFESSORES SÓ VOLTARIAM SE 100% RECEBESSE O SALÁRIO E NÃO FOI EXATAMENTE O QUE ACONTECEU... VOCÊS ENTRARAM NESSA GREVE ESTÚPIDA PARA NADA, POIS NÃO RECEBERAM TUDO O QUE DEVIAM DESSE ANO E QUISSÁ OS SALÁRIOS ATRASADOS DO ANO PASSADO.
    EU SÓ ESPERO SINCERAMENTE QUE VOCÊS NÃO NOS PREJUDIQUEM JOGANDO AS MATÉRIAS PARA CIMA DE NÓS QUERENDO RECUPERAR O GRANDE TEMPO QUE FOI PERDIDO A TOA.

    ResponderExcluir
  4. BOM, DESSA VEZ O SENHOR PAULO PARECE TER RECEBIDO AUXILIO DE UM PROFESSOR DE PORTUGUES, VAI VER É POR ISSO QUE DEMOROU TANTO A COLOCAR UMA NOVA POSTAGEM. oUTRA COISA, É BOM MESMO SENHOR PAULO SE ATER AOS FATOS ANTES DE FALAR QUALQUER COISA, POIS PELO QUE VEMOS NO SEU BLOG POR VARIAS VEZES O SENHOR DISSE ALGO E LOGO APOS DISSE O CONTRARIO. ENTAO MEU CONSELHO É, NAO DIGA ALGO QUE O SENHOR NAO TEM CERTEZA E PIOR AINDA, NAO POST ALGO QUE É O QUE O SENHOR ACHA, POIS NA MAIORIA DAS VEZES ESTAVA ERRADO, NAO 100% MAS PELO MENOS 50%


    ALUNO UNIG

    ResponderExcluir
  5. Diante de belas palavras, me vejo na obrigação de dizer o seguinte:
    Quanto a greve, foi legitima e necessário para forçar o pagamento dos salarios em atraso.
    Quanto a atuação do sindicato, lamento em dizer que foi deprimente, principalmente pelo acordo firmado perante a justiça do trabalho. Vale lembrar que há uma decisao judicial determinando o encerramento da greve. A Juíza do trabalho determinou que o sindicato simplismente cumprisse o acordo firmado pelo próprio sindicato, que era somente o pagamento do mês de março.
    Quanto a balela de que foi firmado acordo com o dono da UING, lembramos que o sindicato, representado pelo Sr. Paulo, já havia informado isso anteriormente em outros acordos.
    Diante disso, podemos concluir que o sindicado, que tem por finalidade a representação da classe de professores, não é aquilo que se encontra postado aqui.
    Concluo dizendo que a UNIG continua de pé, e que as aulas começaram, não por decisão do sindicato, mas por conveçao dos coordenadores de todos os cursos em reunião feita antes da assembleia onde foi imposto o término da greve.
    Afirmo a todos que o sindicato jã chegou na assembleia com a certeza do termino da greve, haja vista a derteminação judicial e também a posição de todos os coordenadores.
    Para concluir, não podemos esperar outra coisa de uma representação que não conhece o português conforme podemos comprovar em diversas postagens.
    Sem mais para para o momento.
    Espero que isso seja postado.
    Deus abençoe a todos.

    ResponderExcluir
  6. Quero dizer para o anônimo acima apenas 4 coisinhas:
    1) Não vou fazer debate com abstrato, assim chamo o anônimo, para não chama-lo de outra coisa.
    2) Decisão judicial só existe quando as partes são citadas. Isso não ocorreu, o que houve foi uma panfletagem, extemporânea, feita entre estudantes e professores por um dos advogados da UNIG, na entrada de nossa assembléia do dia 19/05/2010 às 19 horas. Assunto que não cabe mais explicações porque não sou pautado por SOMBRA.
    3) Confesso que tenho muitas dificuldades com português, como já foi inclusive postado aqui blog, mais não as com a identificação. Definitivamente covarde eu não sou.
    4) Finalmente uma pergunta. Será que DEUS abençoa ataques anônimo?

    ResponderExcluir
  7. Bom dia!

    Sr. Paulo, entendo que o assunto UNIG, não será resolvido de uma ora para outra, espero na segunda professores que possam nos passar o conteúdo com qualidade e não empurrado goela abaixo.
    E também é interessante nos manter informados, como foi dito pelo SR lá em cima:

    "Outro aspecto importante é que a partir de nossa greve alteramos as estruturas da Universidade e a partir de segunda-feira, dia 25/05, o CAMPUS V será gerido por 3 diretorias, sendo uma acadêmica, uma administrativa e outra financeira. O proposto é que essas diretorias trabalhem harmonicamente e tenham como principal objetivo definir o destino dos recursos aqui arrecadados, tendo como prioridade pagamento de salários a professores e funcionários."

    Nos manter informado de quais as pessoas que comporão esta nova diretoria, afim de podermos acompanhar e cobrar dessa pessoas.Pois é fato que conseguir alguma informação dessa instituição e fato relevante.

    Como esta diretoria ira atuar, quem são os componentes desta diretoria,pois precisamos saber se o dinheiro que paguei minha menssalidade na sexta-feira está sendo usado para saciar as necessidade devoradoras e prazeres luxuriosos e insaciáveis do seu DONO, ou irá para pagar o salários dos funcionários, professores, gerando um ambiente de melhor satisfação e uma prestação aceitável dos serviços a nós ALUNOS.

    Pois teremos muitos desafios, no meu caso já na segunda Turma ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, não teremos aula, pois o professor que teria que estar na sala abandonou o barco pelo que fiquei sabendo.

    E assim deve ser com outros cursos, espero que esta diretoria assim como o sr. disse

    "o CAMPUS V será gerido por 3 diretorias, sendo uma acadêmica, uma administrativa e outra financeira."

    Espero que funcione, onde:

    A Dir. Acadêmica possa ser mais efetiva e atuante nas soluções de vários problemas existentes, alguns graves.

    A Dir.Administrativa possa sanar em parte os problemas de informação e organizacional, dos serviços prestados a nós alunos pelos funcionários seja regular amenizando as informações como não sei, vou ver, não vi, fulano não está aqui para resolver, fulano viajou, só semana que vem, tem que haver uma descentralização afim de melhor atendimento por parte de todas as coordenações dos cursos.

    A Dir. Financeira possa ser firme e conseguir segurar aqui mos recursos afim de se pagar os SALÁRIOS de seus trabalhadores.

    Enfim SR. Paulo precisamos acompanhar isso tudo de perto para que esta nova DIRETORIA DE GESTÃO não se torne mais uma mera promessa para fim de um movimento.

    Desculpe pelas longas palavras, mas quero agradecer por este espaço, onde pudemos acompanhar tudo que se passou nessa caminhada, apesar de alguns desocupados com suas declarações fúteis, descabidas, agressões a professores, alunos , sindicato e a instituição UNIG>

    Sou Itaperunense, já estudei na UNIG, REDENTOR e agora de volta a UNIG, quero dizer que há diferença na qualidade de ensino de ambas, sem querer agredir ninguém , quando estudava na redentor já tive professores que batiam 30 minutos de papo na coordenação a gente na sala de aula esperando por ele/ela e depois de quase apelarmos para o tal professor, se justificava que tinha se distraído na conversa e descia pa ra sala com raiva jogando material na nossa cara
    e com pouca educação.

    A diferença nisso tudo e que lá ninguém estÁ com salario atrasado, mas medidas contra tal fato não tivemos´nada relatado.

    Então onde quero chegar, que problemas entre vários outros, há nas instituições de ensino, mas que a UNIG precisa de um cuidado maior, pois seu problema de gestão é grave, enfim precisamos de uma UNIG forte, uma REDENTOR sempre forte crescente, entre outras.

    Nós alunos precisamos ser mais organizados através dos diretórios e informados e acompanharmos mais de perto tudo que se passa na nos bastidores da instituição, afim de contribuirmos mais com esta instituição.

    SR Paulo,espero que acompanhe e nos informe sobre os acontecimentos.

    meu muito obrigado

    ALUNO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

    ResponderExcluir
  8. Senhor Paulo, tenho uma grande dúvida a respeito do acordo feito para pagamento dos professores no dia 25/05 e 26/05. Caso não seja cumprido mais esse acordo, qual será a posição do sindicato ? Na minha singela opinião acho que foi precipitada o fim da greve, afinal depois de tanta luta a universidade não cumpriu nem com a promessa de pagamento da pequena parte dos salários atrasados. Eis a questão; Há alguma possibilidade de uma nova greve caso o acordo dessa semana não seja cumprido ?
    Aguardo resposta.
    Marcia Bittencourt - Aluna UNIG

    ResponderExcluir
  9. Aí, galera, CHEGA!
    Com certeza a greve mostrou que os professores vão lutar pelos seus direitos, as aulas recomeçaram e vamos estudar e terminar harmonicamente o período. Quem não estiver contente com o desfecho das coisas saia da UNIG, professor ou aluno, e pronto.
    Cada um agora pense e busque no âmago de seus sentimentos se, realmente, desacredita na UNIG e quer sair, se a resposta for positiva, então saia.
    Mas chega de falação agora, este blog foi importante para as informações e vamos tocar o barco.

    ResponderExcluir
  10. QUANDO VAI TERMINAR A GREVE DO CURSO DE DIREITO DA UNIG/NOVA IGUAÇU.
    ESTAO DE SACANAGEM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!É UMA VERGONHA ESSE NOME UNIG.

    ResponderExcluir
  11. Esse blog está se tornando ridículo, um grupo tentando reduzir o outro...
    vamos lá pessoal, continuemos lutando pelo que se propos inicialmente. Se depender de mim, essas aulas não retornam até o pagamento completo de abril!!
    Sr PAulo, seria possivel que o sr postasse a cópia desse documento onde houve o comprometimento de pagamento dos salários em 24 e 25 de abril??
    atenciosamente

    ResponderExcluir
  12. Estudante de Nova Iguaçu, nosso sindicato tem base só no CAMPUS V – Itaperuna. A greve do direito de Nova Iguaçu, só a turma de lá pode responder.

    Márcia Bittencourt: Se a UNIG, não cumprir esse novo acordo, tudo é possível, mais tenha uma certeza, nada será feito que possa causar prejuízo aos estudantes. Pelo menos nesse semestre.

    Amanhã postarei o acordo assinado pelo Sr. Antonio José, esse documento não está em meu poder, hoje domingo.

    ResponderExcluir
  13. Não quero defender a Unig, pelo contrário, se tivesse que fazer elogios e críticas, estas ganhariam por muito...muito. Também não quero defender ou criticar esse blog ou o dono dele, pois não tenho esse direito por não estar lá nas assembléias e reuniões para saber o que realmente aconteceu. Muito menos pelos erros de português.
    Lembrando que não quero defender a Unig, gostaria de deixar aqui um recado para os alunos de outras universidades que têm postado nesse blog,que me desculpem, mas vocês não têm o direito de julgar, avaliar ou "detonar" uma outra universidade, a não ser que já tenham estado lá para ver como funciona. Eu sou aluno de odontologia da Unig e bolsista integral do Prouni, posso dizer a vocês que, apesar de todos os problemas, principalmente o da falta de pagamento dos professores, funcionários, enfim, tudo que já conhecemos; não tenho nada a reclamar, pelo menos a respeito do meu curso, quanto a estrutura, professores, conteúdo, etc. Acho também que quem faz o aluno é o próprio aluno. Conheço sim, gente ali que teria condições plenas de estar em um federal(como se hoje isso fosse alguma vantagem!), mas não está porque, para quem não sabe, até bem pouco tempo a Unig tinha um bom conceito no MEC no curso de odontologia, coisa que vem perdendo devido a esses escândalos e por colocar alunos desmotivados, por esses escândalos, para fazer o Enade. Queria ainda deixar um recado para para esses alunos, não generalizem os professores, os alunos e até mesmo a administração da Unig, porque ali tem alunos, professores e administradores competentes sim, e o fato de eu estudar lá não significa que sou burro, como estão dizendo alguns alunos e até professores de outras universidades. Para os que conhecem o sistema Prouni, sabem do que estou falando, uma pessoa que consegue uma bolsa integral, ou parcial que seja, não pode ser chamada de burra, aliás, ninguém pode, independente da faculdade que escolha. Eu, caso a Unig não feche, como alguns estão dizendo, continuarei e me formarei lá, e digo mais, garanto que; quando me formar; não temerei nem um pouco em bater de frente com nenhum outro profissional formado em outra universidade, seja no mercado de trabalho, concursos públicos, etc, porque sei que só depende de mim e não de onde me formarei. Nos esbarramos em breve, se Deus quiser! Até lá!

    Aluno

    ResponderExcluir
  14. ASenhor paulo, gostaria de entrar em contato com o aluno que digiou esse comentario abaixo:

    ..................XXXXXXXXX..................
    Bom dia!

    Sr. Paulo, entendo que o assunto UNIG, não será resolvido de uma ora para outra, espero na segunda professores que possam nos passar o conteúdo com qualidade e não empurrado goela abaixo.
    E também é interessante nos manter informados, como foi dito pelo SR lá em cima:

    ALUNO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

    ................XXXXXXXXXXXX...................

    Gostaria de entrar em contado com esse aluno a respeito de uma parceria sobre o curso de Engenharia de Produção...

    Meu e-mail é alunounig2010@hotmail.com

    Sem mais, agradeço desde já!!!

    ResponderExcluir
  15. Eu ficarei até a minha formatura!!!
    VIVA A UNIG!!!
    VIVA A UNIG!!!
    VIVA A UNIG!!!
    VIVA A UNIG!!!
    VIVA A UNIG!!!
    VIVA A UNIG!!!

    ResponderExcluir
  16. Adorei o texto Sr Paulo!
    Parabéns aos professores!
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. SÓ NÃO QUEREMOS SER PREJUDICADOS EM MEIO TODA ESSA CONFUSÃO.
    ENTENDO OS PROFESSORES QUE QUEREM RECEBER POR SEU TRABALHO O QUE É MAIS QUE CORRETO.
    SRº PAULO OBRIGADO PELAS INFORMAÇÕES AQUI POSTADAS QUE FOI O NOSSO ÚNICO MEIO DE SABER OQUE ESTAVA SE PASSANDO.

    ALUNA DE ENGENHARIA DE PETRÓLEO!!!!

    ResponderExcluir
  18. Senhor Paulo Roberto, que descaso com nós professores dessa "universidade" em,tanto fizeram que não pagaram o mês de Abril, sou a favor de pararmos novamente dia 27/05 caso os pagamentos dos dias 25 e 26 não forem creditados, o que me desculpe mas é muito provável de acontecer, diante tantas promesas descabidas de pagamento. Eu não irei trabalhar sem receber, afinal temos contas a pagar e compromisos a honrar.
    Att,
    Professor - Odontologia - UNIG

    ResponderExcluir
  19. Não vai + atualizar o blog, Sr. Paulo? Antigamente o blog era atualizado até 2 vezes por dia. O assunto Unig acabou, acabaram as atualizações? Não tem outro assunto sobre educação? Sobre eventos educativos? Sei lá, o Sr. é q deve saber. Ou não tem ninguém p/ escrever razoavelmente correto? O q aconteceu, Sr. Paulo? E o documento q o Sr. PROMETEU q postaria hj? Cadê?

    ResponderExcluir
  20. OHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
    P/ q tanta censura e repressão? Tem medo de q?

    ResponderExcluir
  21. Já disse acima, não sou pautado por SOMBRA, e repito, tenho muitas dificuldades com português, mais não as com a identificação. Definitivamente COVARDE eu não sou.
    Quanto ao comentário:
    “Anônimo disse...
    OHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
    P/ q tanta censura e repressão? Tem medo de q?“
    De você, que pela escrita, deve ser o bandido que ameaçou o meu filho e até falou a escola onde ele estuda, eu não tenho medo, pois tens que se apresentar no anonimato. Porém para meu filho de 9 anos, você pode querer se identificar. Definitivamente és um FRÁGIL COVARDE.

    ResponderExcluir
  22. Mto bom seu texto Paulo, e graças a voce e todos os profs q estamos estudando hj nós do primeiro periodo conseguimos depois de mta luta entrar na universidade.Obrigada!!

    ResponderExcluir
  23. Gostaria de solicitar a postagem do documento , como prometido de ser realizado hoje (segunda feira).
    Concordo completamente com o posicionamento do professor da odonto, tenho quase certeza que não receberemos nem amanhã, nem quarta.. portanto queridos alunos, o mais provável é que quinta ja volte a ocorrer paralização...

    até lá... e esperemos para ver o resultados dos pagamentos nos proximos dois dias..

    ResponderExcluir
  24. Prof ANDRE MONTEIRO, é o que na unig?????

    ResponderExcluir
  25. SENHOR PAULO EO PAGAMENTOS DOS ADMINISTRATIVOS????
    COMO FICA AGENTE!!! RESOLVERAM DOS PROFESSORES E O NOSSO!!!!

    ResponderExcluir
  26. Eu tambem sou prof da instituição e gostaria do documento prometido para hoje(segunda feira), estou com o professor de odonto e acho que deveríamos voltar a paralização na quinta caso não recebamos terça ou quarta, chega né, isso está demais. O q acham ?
    Vamos nos unir novamente !

    ResponderExcluir
  27. Achei na site Escolas Médicas:

    Prof. Nassif - Coordenador
    E-mail: acnnassif@netpar.com.br

    Mensagem: Olá alunos da UNIG: esclarecimentos resultantes da reunião de hoje em Brasília. 1 - A UNIG teve seu curso de medicina encerrado, não pode mais realizar vestibular e os alunos em curso devem continuar até que todos concluam todos os períodos e recebem os diplomas. Aí então é encerrado definitivamente. É evidente que cada um deve tomar sua decisão de continuar ou conseguir transferência. .x.x.x. A de Itaperuna foi penalizada com a diminuição de vagas e deverá continuar. A qualidade do ensino atualmente aplicado é outro problema. Os alunos devem se unir e constituir uma comissão para cobrar, exigir e denunciar se não houver saneamento das deficiências e a melhoria de ensino. Coloco-me a disposição para mediar essas informações entre os alunos e a SESu/Comissão de Especialistas. Conversem com os professores para que participem desse projeto. A qualquer momento, se necessário vamos intervir com nova avaliação. Abraço.
    Data: 24/05/2010 22:53:08

    ResponderExcluir
  28. Olha acho um absurdo os professores entrarem em greve novamente antes do término do semestre,
    agora não é momento para outra greve, terminem o semestre e depois não voltem mais, ai será a hora de alunos e professores que não estiverem satisfeitos sairem da Universidade.
    Caros professores não percam a razão a essa altura do campeonato, vcs tiveram todo o apoio dos alunos até o momento, mas agora não é Hora de GREVE...
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  29. Sou professora e quero registrar aqui minha opinião. A greve terminou sem que todos os professores tivessem recebido o mês de abril, que ocorreu diante de mais um acordo entre o Sr. Antonio José e coordenador de Medicina e ... Alguns professores dos cursos que receberam, em especial do Direito, foram favoráveis ao término da greve, isso já na semana retrasada, tão logo receberam abril. Sinceramente, agora que as aulas retornaram não acredito que façam os pagamentos que faltaram, não acredito em nova greve e, no próximo mês serão pagos os salários restantes de abril e, os que já tinham recebido não receberão maio, é a política da UNIG. Outra coisa, também não sou (embora não tenha recebido abril) favorável a nova greve, erramos ao voltar sem conseguir o que estávamos reivindicando e acreditando de novo em falsos acordos, então vamos assumir e terminar o semestre, depois resolvemos de vez isso. Outra greve chega a ser falta de respeito com os alunos e, fazer o quê, erramos ao voltar...

    ResponderExcluir
  30. Aí pessoal, o Professor Paulo não é o responsável pelos desmandos da UNIG. Ao contrário, sem ele e sem o sindicato, os professores não teriam conseguido nem o mês de março, pois uma greve sem apoio sindical é ilegal e todos os professores teriam seus pontos cortados. Então, parem com ameaças, isto não se justifica de forma alguma, mas se isso é do caráter (falta de) de alguns, então que façam ameaças aos "grandes" que são os verdadeiros culpados e terão dinheiro para contratar mil seguranças para seus filhos, que não tem, por enquanto, nada a ver com isso também. Agora, o Professor Paulo vai ficar sempre preocupado com o filho e ele vai pagar o pato pelos administradores da UNIG que estão por aí em seus carrões, seus apartamentos, prédio de apartamentos, diga-se de passagem. Então, não venham descontar em quem não tem culpa, que idiotice... Aliás, não descontem em ninguém, não sujem suas mãos com quem não vale a pena, ...

    ResponderExcluir
  31. Vcs acham que pelo fato de não perder a razão iremor terminar esse semestre sem receber!!! Isso é falta de razão??? No meu ponto de vista temos razões suficientes!!!
    terminamos o semestre, e onde fica o salário de fevereiro, abril, maio, junho e julho???
    Ninguém leciona nessa instiuição por amor a UNIG não, aliais o unico motivo de muitos que la estã é o salário, caso dependessemos do amor a UNIG, do prazer de lecinar lá, da nossa bela infra estrutura , de da condição da maior parte dos alunos, ja estaríamos fora a muito tempo!!!

    SEM ESSA DE TERMINAR O SEMESTRE!!!!!

    SALÁRIOS!!!
    SALÁRIOS!!!
    SALÁRIOS!!!
    SALÁRIOS!!!

    ResponderExcluir
  32. Vão pagar de novo na quinta? Mais então porque essa greve parou? Porque não continuou? aff. Vamos terminar o semestre, dai em agosto fecha essa faculdade por 6 meses até ela ser vendida, pois essa direção da UNIG não pode continuar lá. Vai ser os mesmos problemas para os próximos anos.

    ResponderExcluir
  33. prof- ANDRÉ MONTEIRO, no meu ponto de vista é o responsável pela continuidade do curso de MEDICINA em Itaperuna, eu como pai de uma aluna, sou muito grato ao Prof- ANDRÉ, pela sua luta, no final saiu vitorioso em Itaperuna. ELIEZER DA SILVA CERQUEIRA

    ResponderExcluir
  34. Alguém tem notícia se os professores receberam? E os administrativos da unig que estão sem receber há mais de três meses?tem é q parar mesmo.....

    Aluno da unig

    ResponderExcluir
  35. Acho que a única saída para continuarmos, pelo menos esse semestre, seria os alunos, ao invés de pagar a unig, pagarem as mensalidades direto aos professores. Isso garantiria nossas aulas ainda que fosse só até o fim desse semestre.
    Alguém, por favor, sabe me dizer se isso é possível e, se for, como pode ser feito?

    Aluno

    ResponderExcluir
  36. Marcia Bittencourt25 de maio de 2010 15:32

    Alguma novidade sobre o pagamento dos professores prometido pra hoje 25/05 ??
    Aguardo Noticias !!!
    Marcia Bittencourt

    ResponderExcluir
  37. Sou professora

    Até agora ( 22:10hs ) não recebi o pagamento prometido para hj. Acho que esta piadinha de pagamento ja esta muito sem graça. Acho que não deveremos voltar sem o referido pagamento.

    ResponderExcluir
  38. Novidades?? Vocês esperavam novidades?? Nessa UNIG, só coisa velha, CLARO QUE NÃO FOMOS PAGOS!!!!
    ÓBVIO QUE NÃO IAM PAGAR, SÓ PROFESSOR MUITO INGÊNUO ACREDITOU NISSO!!!!

    E agora SR. PAULO, o que fazemos, o que o sindicato acha, legal temos retomado as aulas com a garantia do pagamento hoje?? E o que vocês dizem agora?? Sumiram?? Manifestem-se , ou para vcs está tudo ótimo...

    EU CONCORDO COM UM PONTO: RETORNO PARA GREVE!!!!
    NADA DE AULAS, NADA DE TÉRMINO DE SEMESTRE!!!!

    ResponderExcluir
  39. É lamentável, mas novamente acreditamos em promessas que não foram cumpridas, retornamos sem motivação e fomos artistas em sala para passar segurança aos alunos, estou sem esperança alguma e creio que a saída e tomar novos rumos.

    ResponderExcluir
  40. nada de pagamento!!
    por favor Paulo de uma posição!
    esta impossivel assim, não tenho como ir a faculdade dar aula e finalizar o período.

    ResponderExcluir
  41. É SIMPLES PARALIZAÇÃO NOVAMENTE ATÉ O PAGAMENTO DOS ATRASADOS.. ISSO É UMA VERGONHA, SR PAULO CONTATE DR EUGENIO CARLOS ELE APOIARÁ UMA NOVA GREVE TENHO CERTEZA, E AINDA DIGO MAIS O HOSPITAL DEVERÁ SER DESCREDENCIADO DESSA INSTITUIÇÃO PÉSSIMA COMO A UNIG !! ESTOU REVOLTADO DEPENDO DO SALÁRIO PARA VIVER, POR FAVOR COLEGAS VAMOS NOS UNIR NOVAMENTE !! EU SUPLICO !!

    ResponderExcluir
  42. Ingênuos não... Vocês foram é burros mesmo!!!
    Acreditar em promessas de uma instituição falhida, em que seus gestores não possuem o mínimo de caráter.Professores, vocês são seres pensantes, que estudaram, gastaram dinheiro com sua formação e agora, ficam nesta instituição se submetendo a este tipo de tratamento e situação. De terem que ficar implorando pelo salário que trabalharam... Isso realmente é uma vergonha. Mas vergonha não pela atitude da instituição, porque nesta atitude não há nada de novo, mas sim na falta de amor próprio e de dignidade de cada um de vocês como "PROFISSIONAIS". Será que realmente, vocês têm o pensamento que só possuem capacidade para trabalhar nesta instituição. Lutem, mudem e corram atrás de seus sonhos e acima de qualquer coisa da DIGNIDADE!!!!

    ResponderExcluir